Seguir as publicações por email

ao meu filho

... ainda que em algum momento eu esteja longe de ti,
lembra-te que haverá sempre uma janela do meu coração para o teu.

raizes

houve um sopro Divino e do pó fez-se estrelas.
e enquanto o Amor embalava a Canção da Vida,
a Essência tomou forma.

ser

amar a vida além da expectativa.
ir além do corpo, ao encontro da alma.
de dentro para fora, soltar.
sonhar, imaginar, inventar e criar.
respirar, confiar e amar.
deixar fluir.
sentir.
Ser.

Pai

Pai,
sei-Te em toda a parte,
em todas as coisas
e em todos os seres.
Eu sei que estou em Ti
assim como Tu estás em mim.
Tu És a Luz e o Som
na quietude do meu Coração.

Aquietai-vos e sabei que Eu Sou Deus. (salmo 46:10)

depuração

precisamos aprender com as árvores, e ao sopro outonal despir as folhas e os ramos envelhecidos.

nesse ponto de germinação somos como a criança, somos a flor em botão.

o mundo é então percebido com um olhar e um sorriso que antes não cabiam no rosto, 
um mundo tocado com a alma e sentido com o coração.

unidade

há uma só melodia que ressoa nas profundezas do Coração
e cada um de nós é uma nota musical dessa Canção.

essência

no Coração habita a Essência que não cabe em palavras. 

acredito que cada Ser é, em Essência, uma célula viva num corpo imensurável, 
uma chama de luz num céu infinito; 
pois o corpo vive da unicidade de cada célula, 
assim como o céu brilha na singularidade de cada estrela. 

é assim que acredito que individualidade e dualidade se desfragmentam,  
dando lugar ao Um.